12 de junho de 2021

OPERAÇÃO TENETEHARA DA PF COMBATE EXTRAÇÃO E COMÉRCIO ILEGAL DE MADEIRA

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (30), a Operação Tenetehara com o objetivo de desarticular esquema criminoso de extração e comércio ilegal de madeiras provenientes de terra indígena do Alto do Rio Guamá. Estão sendo cumpridos 10 mandados judiciais, sendo cinco mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão, nos municípios de Belém, Viseu e Santa Luzia do Pará.

As investigações começaram no início deste ano com o intuito de identificar responsáveis por desmatamento no interior da terra indígena. Foram localizadas quatro madeireiras que operavam clandestinamente, retirando ilegalmente madeira de área federal e comercializando o produto do crime em municípios do Pará, Estados do Nordeste, além do Rio de Janeiro.



No período das investigações também foi realizada fiscalização pela SEMAS com o objetivo de apreender os produtos florestais extraídos e comercializados ilegalmente, bem como auxiliar na materialidade delitiva dos crimes investigados.

A Polícia Federal estima que, por mês, eram retirados da área aproximadamente 4 mil metros cúbicos de madeira, o que representa em termos financeiros o montante de R$ 2.200.000,00 (dois milhões e duzentos mil reais).

Participam da operação 28 policiais federais. Os investigados responderão, além dos crimes ambientais, pelos crimes de receptação qualificada, corrupção ativa e passiva, com pena máxima de até 12 anos de reclusão.

O nome da operação faz referência à tribo habitante na Terra Indígena e significa “donos do cocar

Roma News

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *