19 de junho de 2021

HOMEM É ENCONTRADO MORTO EM ÁREA DE INVASÃO

O pedreiro José Agenor Pereira Lima de 47 anos foi encontrado morto dentro de um barraco de madeira com várias perfurações nas costas. A casa fica localizada na rua Carajás com Beijamim no bairro Nova Esperança área de invasão onde existe o projeto federal Minha Casa Minha Vida em Parauapebas.

A Polícia Civil investiga o caso, segundo informações na madrugada de sexta para sábado (02/06) vizinhos de José Agenor, escutaram uma discussão em direção a casa do mesmo, entretanto somente na noite de sábado, ao sentir falta dele sua esposa Maria Antônia, resolveu realizar uma busca, e ao chegar no barraco onde a vítima havia ocupado e tinha plantado uma horta, percebeu que a casa estava fechada, ao abrir a janela que estava somente encostada a esposa da vítima se deparou com José Agenor no chão já sem vida, o corpo estava em baixo da cama em que dormia.



Ainda de acordo com informações repassadas para a equipe do delegado plantonista Fernando Oliveira, por volta das 22 horas de sexta-feira (01/06) a vítima foi vista bebendo em um bar naquele mesmo bairro acompanhado de dois homens ainda não identificados.

Era por volta das 02h00, da madrugada a vítima teria deixando o local em sua moto Yamaha YBR, preta, placa HDX-9036, Tucumá-PA, juntamente com os dois desconhecidos que também estavam em uma outra moto de modelo e placa não anotada.

Ainda de acordo com os levantamentos logo após chegarem em seu barraco moradores vizinhos da vítima escutaram uma ligeira discussão e em seguida os desconhecidos deixando o local levando a moto da vítima. A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

De acordo com a Maria Antônia Bezerra, esposa da vítima, o casal moravam no bairro Da Paz, e na quinta-feira (31/05) O esposo saiu de casa cedo para ir até ao lote na invasão.

“Hoje liguei no celular dele é só dava caixa postal, esperei meu filho chegar e fomos até ao barraco ao chegar no local chamamos ele e nada de responder. olhamos na janela aí percebemos que a mesma estava aberta, quando olhei para dentro avistei ele deitado debaixo da cama e observarmos que a moto dele não estava no local.” Relatou a esposa da vítima.

Ainda segundo a viúva José Agenor, era uma pessoa boa que se dava com todo mundo. “Até agora não sabemos o que aconteceu com ele. Nós tínhamos combinado que domingo íamos a casa de um amigo nosso para almoçar um churrasco, e agora a noite fui surpreendida com a morte dele. Mataram ele e levaram a moto, capacete e os documentos pessoais.” Afirmou Maria Antônia.

Após levantamento de local de crime a equipe de plantão da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas composta pelo delegado Fernando Oliveira e os investigadores Macio e Odorico Almeida, o corpo de José Agenor foi removido do local pela equipe de remoção do IML de Parauapebas. Até o fechamento da matéria a moto da vítima não havia sido localizada.

A Polícia tenta chegar agora aos autores do crime.

(Caetano Silva)

Comentários do Facebook