22 de junho de 2021

FAMÍLIA PRATICA COMERCIALIZAÇÃO DE DROGAS ILÍCITAS NO MUNICÍPIO

SÃO FÉLIX DO XINGU: OPERAÇÃO “A GRANDE FAMÍLIA”

A operação é composta pelo superintendente 14 RISP DPC José Carlos Rodrigues dos Santos, DPC Omizzolo, DPC Eliene, IPC Flaytoon, IPC Dhian, IPC Cardoso, EPC Vanessa e EPC Pedro.

Referida operação teve por objetivo coibir a comercialização de drogas ilícitas praticada por membros de uma conhecida família neste município de São Félix do Xingu/PA.
A investigação iniciou-se em 05 de abril, após denúncia de que na casa de RAIMUNDO RODRIGUES DA SILVA, vulgo “Aprígio“, haveria comercialização de drogas, pois na referida data teria sido trocada uma Honda Biz pelo valor de R$ 150,00.



De posse de tais informações, após representação dos Delegados de Polícia Matheus Omizzolo e Eliene Carla de Lima, foram deferidos mandados de busca e apreensão nos endereços de 5 alvos: RAIMUNDO RODRIGUES DA SILVA, o “Aprígio”, EDIVALDO BARBOSA DA SILVA, vulgo “Preto”, EDINALDO BARBOSA DA SILVA, vulgo “Zico” e EDINALVA BARBOSA DA SILVA, vulgo “Preta”.

RAIMUNDO RODRIGUES DA SILVA foi preso em flagrante no dia 25/05/2018 após apresentar, em sede policial, um documento CRLV falso com o intuito de reaver uma motocicleta regularmente apreendida, que teria sido utilizada em um homicídio cometido por seu filho BRUNO RAFAEL ALVES DA SILVA.

EDINALDO RODRIGUES DA SILVA foi preso em flagrante no dia de hoje (21/06/2018), após cumprimento de mandado de busca e apreensão regularmente expedido pelo juízo da comarca de São Félix do Xingu/PA, pelos crimes de tráfico de drogas, posse de munição de uso permitido e por corrupção ativa. Após ser flagrado com a substância entorpecente e com as munições, a referido pessoa, no intuito de furtar-se à ação da justiça criminal, ofereceu ao DPC Matheus Omizzolo uma “ponta” para “esquecer esse negócio da droga”. Nesse momento, a Autoridade Policial deu voz de prisão em flagrante ao mencionado indivíduo também pelo cometimento do crime de corrupção ativa.

EDINALVA RODRIGUES DA SILVA foi detida em flagrante pelo DPC Rafhael Machado há mais ou menos 10 dias após praticar uma tentativa de homicídio contra o IPC Rafael Marques de Almeida. A flagranteada, em frente a um conhecido bar de São Félix do Xingu/PA, iniciou discussões com o agente policial e, com um pedaço de vidro, atacou o IPC no pescoço, em uma clara tentativa de ceifar a vida do agente.

As investigações continuam e demais envolvidos encontram-se, até o momento, em local incerto e não sabido.

Comentários do Facebook