24 de junho de 2021

BRASIL FINALMENTE VENCE NO SEGUNDO JOGO CONTRA COSTA RICA

O jogo foi marcado por lances polêmicos como um suposto pênalti sofrido por Neymar Jr e com um começo relativamente perigoso para a Seleção Brasileira devido a sagacidade apresentada pelo grupo da Costa Rica no primeiro tempo, e sem falar da dificuldade que a nossa seleção teve em colocar a bolinha dentro do gol desde o início até o finalzinho. Mas nos acréscimos tudo mudou!

No primeiro tempo a Costa Rica veio com tudo. Ironicamente, carregando nas costas um resultado negativo do primeiro jogo, fazendo-se necessário avançar mais em campo, deixando a retaguarda parcialmente desfocada. O que não foi problema nos primeiros minutos, já que o Brasil não conseguia aplicar um contra-ataque e quando conseguiu não fez.

Apesar de a Costa Rica está avançada em campo, sua resposta em bloquear os contra-ataques estava muito rápida e assim ela conseguiu manter uma pressão bastante incomoda para o Brasil em boa parte do primeiro tempo.

O primeiro lança de perigo do Brasil para o gol da Costa não foi tão perigoso assim, aos 2min56s do primeiro tempo, “no meio da rua” a bola sobra para Coutinho que chuta um pouco em baixo da bola e ela sobe demais.

Aos 12min20s , com um ataque mais bem organizado, Costa Rica se enfiou pela lateral direita do Brasil, quase na linha de tiro de meta Gamboa faz um passe recuado perigosíssimo deixando o camisa 5 da Costa cara a cara com o gol, porém a conclusão não foi boa e a bola vai pra fora no lado esquerdo.

Aos poucos Costa foi vacilando mais, permitindo a infiltração do Brasil nos contra-ataques, o que permitiu alguns lances favoráveis, porém o gol não vinha de jeito nenhum. Até que, aos 25min43s a bola entrou depois de chute de fora da área que rendeu um rebote para Gabriel Jesus que estava em situação de impedimento e o gol não foi válido.

Cabe ressaltar a participação de Neymar que deixou muito a desejar. As coisas não estavam dando certo para ele. As fintas não funcionavam, os passes não vingavam. Até que uma ótima oportunidade surgiu, aos 26min48 s, um belo lançamento o deixou de cara com o goleiro, mas ao matar a bola ele adiantou muito o que permitiu a Navas chegar a tempo para acabar com o risco.

No segundo tempo o ritmo melhorou para o Brasil e aquela sagas Costa Rica foi se esfriando diante de jogadas mais bem elaboradas da seleção de Tite. Porém, o gol não vinha. E foi assim o segundo tempo inteiro, Brasil agora com maior posse de bola, porém não conseguia concluir.

Marcelo, Gabriel Jesus, Neymar, Coutinho, Casemiro e Paulinho. Todos tentaram, chutaram, mas o gol nada. Neymar, em sua segunda chance mais clara de gol, caiu dentro da pequena área pedindo pênalti. O juiz até apitou, mas depois de conferir o replay acabou voltando atrás.

Então, nos acréscimos, Firmino que substituiu Paulinho ajeita a bola dentro da pequena área de cabeça para Gabriel Jesus que domina mal a bola e acaba sobrando para F. Coutinho que sem nenhuma dificuldade a manda para dentro do gol, por baixo das pernas do grande Navas aos 27seg da prorrogação.

O Brasil fica aliviado e a torcida vibra constantemente. Aquele clima sofrido deu uma trégua e a partir daí o jogo ficou tranquilo nas mãos da seleção canarinho. Tão tranquilo que rendeu mais um, dessa vez com a participação de Douglas Costa que deu uma bela assistência para o garoto Neymar fazer o dele, no apagar das luzes, aos 6min49s da prorrogação. Podemos concluir que foi sofrido, mas foi bonito.

Por Junior Oliveira, Parazão Tem de Tudo, Parauapebas.

Comentários do Facebook