18 de junho de 2021

CAMPANHA CONTRA O ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Ministério Público do Estado do Pará realiza atividade de combate a exploração sexual em Belém

A partir das 8h desta sexta-feira (18), o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) realiza uma nova atividade da campanha estadual de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Jovens artistas paraenses irão se apresentar no edifício-sede da instituição, em Belém, durante a “Ciranda pelos direitos sexuais de crianças e adolescentes”, evento que busca fortalecer o protagonismo do público infantojuvenil e estimular denúncias de violência sexual.

A ciranda foi proposta para crianças e adolescentes, mas está aberta a toda a sociedade. Estão previstas as apresentações artísticas dos cantores paraenses Pedro Souza, Guga Lima e Mel Chaves, que participaram recentemente do programa televisivo The Voice Kids 2018, além de outros grupos culturais. Ao final, será feita a leitura da carta do protagonismo infantojuvenil no enfrentamento à violência sexual. O documento foi elaborado por jovens estudantes. A entrada é gratuita.



O evento acontece no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data em que se promovem ações em todo o país para mobilizar a sociedade a enfrentar o problema, que ainda ocorre com frequência em todo o Brasil. No Pará, a maioria dos relatos dos casos se concentra na região do Marajó.

Apesar dos avanços no combate aos abusos, a prática ainda é frequente no Pará. Por isso, o enfrentamento à violência sexual de crianças e adolescentes virou alvo de uma campanha estadual do MPPA. Lançada no início do mês, o movimento, cujo tema é “Dignidade sexual de crianças e adolescentes: abrace essa causa”, busca conscientizar a sociedade sobre a necessidade de denunciar os casos de abuso e exploração sexual contra o público infantojuvenil. As denúncias podem ser feitas, de forma anônima, pelos telefones 100 e 181. Muitos atos são praticados por parentes e pessoas próximas às vítimas e não comunicados aos órgãos competentes, dificultando a identificação e punição dos responsáveis pelo crime.

Além de eventos lúdicos, como a ciranda agendada para esta sexta-feira, ao longo dos próximos meses o MPPA realizará ações educativas em diferentes municípios para mobilizar a sociedade a combater a violência sexual ao público infantojuvenil.

Veja aqui programação do evento.
Texto: Assessoria de Comunicação/MPPA

Comentários do Facebook