19 de junho de 2021

Paysandu vence o Manaus e vai à final da Copa Verde

Em mais um duelo equilibrado e duro contra o Manaus, nesta quarta à noite, na Arena da Amazônia, pelas semis da Copa Verde, o Papão repetiu o placar da partida de ida, 2 a 1. Dessa vez o Papão após saiu na frente com Cassiano, sofreu o empate com Rossini, mas conseguiu o gol no fim com Magno para selar a classificação para decisão da competição. Essa é a quarta vez que a equipe chega à final do torneio.

O Papão está em mais uma final. O adversário da decisão sairá do confronto entre Atlético-ES e Luverdense. No primeiro jogo, o time do Espírito Santo venceu fora de casa por 1 a 0. A volta ocorre nesta quinta-feira. As finais da competição estão previstas para o dias 25 de abril e 16 de maio.



O Jogo – O Manaus até tentou imprimir o ritmo de jogo nos primeiros minutos, mas o Paysandu, com uma defesa bem postada, neutralizou as bolas aéreas do adversário. A saída encontrada foram os chutes de média distância, mas nenhum com perigo iminente de gol. O Papão, por outro lado, usava o contra-ataque para levar perigo ao gol.Assim abriu o placar aos 15 minutos. Matheus Muller chutou cruzado, e Cassiano, sempre ele, desviou na pequena área para marcar seu sétimo gol na Copa Verde. O Gavião sentiu o golpe, mas não tardou a reagir, como sempre na bola aérea. Deurick deu uma de ponta direita e cruzou na área. A bola passou por todo mundo e caiu nos pés de Rossini, que ainda teve tempo de dominar e fuzilar as redes, dando números finais ao primeiro tempo.

O Manaus iniciou a segunda etapa com o mesmo ímpeto que saiu do primeiro tempo, controlando a posse de bola e forçando nas jogadas pelo alto. Porém, a primeira chance veio por baixo. Cleitinho recebeu de frente para o goleiro e deu um toque de bico, mas a bola caprichosamente saiu pela linha de fundo. Aos 20, sem mudança no placar, Igor Cearense arriscou uma mudança na estratégia: sacou o grandalhão Nena para colocar o velocista e habilidoso Romarinho. Curiosamente, o Gavião começou a forçar a direção direta entre defesa e ataque, mas não levou a melhor em nenhuma. O time da casa ficava cada vez mais nervoso com o passar do tempo. O Papão não teve problema para segurar o resultado e, em uma jogada de contra-ataque, Magno, que entrou no segundo tempo, arrancou em velocidade e bateu na saída do goleiro Jonathan, dando números finais ao jogo.

Futebol Norte

 

Comentários do Facebook
Share