15 de junho de 2021

Justiça acata pedido do MPPA e afasta do cargo vice-prefeito e secretário de Vitória do Xingu

Uma decisão da Justiça afastou do cargo o Secretário de Administração, Joel Shigueru Yamanaca, e o vice-prefeito de Vitória do Xingu, Murilo Ferreira de Sousa, ambos investigados na operação “New Lessons” que investiga fraudes à licitações no município. Eles também tiveram os bens bloqueados pela Justiça assim como os demais denunciados na ação de improbidade.

A advogada Angélica Laucilena Mota Lima, presa durante a operação na última segunda-feira (2), teve a preventiva revogada e cumprirá prisão domiciliar. O empresário Washington Luiz Dias Lima e o Secretário Municipal de Administração do Município Joel Shigueru Yamanaca também entraram com pedido de revogação da prisão que ainda será julgado pela justiça.



Cinco pessoas foram presas na operação “News Lesson” deflagrada na segunda-feira (2). Na capital foram presos Alberto Pereira de Souza Junior, empresário; a esposa dele Angélica Laucilena Mota Lima, advogada; Washington Luiz Dias Lima, empresário; e Raimundo Nonato da Silva Pereira, radialista. Em Vitória do Xingu foi preso Joel Shigueru Yamanaca, Secretário Municipal de Administração do município. Continuam foragidos Murilo Ferreira de Sousa, vice-prefeito de Vitória do Xingu e ex-secretário de educação do Município e Marcelo dos Santos Marreiros, ex-pregoeiro da prefeitura municipal de Vitória do Xingu.

Segundo as investigações do Ministério Público, os acusados formaram uma associação criminosa com a finalidade de praticarem fraudes à licitações da Prefeitura Municipal de Vitória do Xingu, por meio da empresa BR7 Editora e Ensino Ltda, de propriedade de Alberto Pereira de Souza Júnior e Angélica Laucilena Mota Lima, na execução de contratos em licitações. O prejuízo aos cofres públicos soma mais de 5 milhões e 600 mil, em valores atualizados.

 MPPA

Comentários do Facebook
Share