25 de junho de 2021

Empresa de água mineral é interditada após da fiscalização do MPPA

Uma empresa de água mineral localizada em Benevides, Grande Belém, foi interditada por falta de condições sanitárias e por estar com a licença de funcionamento vencida desde o dia 31de março.

A ação aconteceu após uma fiscalização realizada ontem 09), pela Promotoria de Justiça de Benevides, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente do município, Polícia Civil, Procon, Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Instituto Evandro Chagas.

A situação considerada mais grave pelos técnicos foi a da empresa “Manancial”, no município de Benevides, segundo local a ser vistoriado pela equipe.

Entre as diversas irregularidades estavam o acondicionamento de garrafões com péssimas condições de higiene, junto a materiais de limpeza como sabões, detergentes e panos velhos. Foram coletadas amostras de água no local e os resultados preliminares detectaram a baixa condutividade do líquido, o que indica que os sais não estavam sendo adicionados. “

“Ao que parece, a empresa estava tirando a água do poço e colocando diretamente nos garrafões, sem adicionar os sais”, comentou a técnica do Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar (GATI/MPPA), Maria do Carmo Farias.

Outra irregularidade detectada foi o fato da empresa colocar o rótulo da ‘Manancial’ nos garrafões de 20 litros, porém, os recipientes utilizados pertenciam, na verdade, à empresa “Agua Azul”, o que é proibido pela legislação.

“Vamos aguardar o resultado definitivo da análise técnica do material coletado no local, para tomar providencias no âmbito civil, administrativo e criminal”, explicou a promotora Regiane Ozanan.

Com informações do Ministério Público

Comentários do Facebook
Share