21 de junho de 2021

Campanha de vacinação começa nesta segunda-feira, 23, em todo o Pará

No Pará, a data para a realização da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe já foi definida pelo Ministério da Saúde.  Promovida pela Secretaria Municipal da Saúde, a ação será entre 23 de abril e 1º de junho, com o “Dia D” de intensificação da campanha prevista para 12 de maio. Devem receber a vacina as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, ou seja, aquelas com maior risco de desenvolver complicações causadas pelo vírus.

 



Fazem parte do grupo vulnerável as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, população indígena, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto (puérperas), presidiários e funcionários do sistema prisional, além de professores das redes pública e privada.

Neste ano, a vacina disponibilizada pelo Governo Federal para a campanha, protegerá os grupos prioritários contra os três subtipos do vírus da gripe Influenza A: H1N1 e H3N2 e influenza B. A vacina contra influenza é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe.

As unidades de saúde dos municípios permanecerão abertas para vacinação, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Sintomas

Os sinais e sintomas da gripe H1N1 são parecidos com os da gripe comum, mas podem ser mais graves e costumam incluir algumas complicações, como dificuldade ao respirar, febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, espirros, dor na garganta, fraqueza, coriza e congestão nasal.

Contágio e Prevenção

O contágio da gripe ocorre através das secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. O vírus também é transmitido da forma indireta, por meio das mãos que podem levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz, após o contato com superfícies contaminadas por secreções.

Medidas de prevenção à doença devem ser adotadas: 

 

  • Tomar os cuidados gerais de higiene pessoal;
  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão;
  • Fazer uso do álcool gel;
  • Utilizar lenços descartáveis para cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Evitar aglomerações e o contato com pessoas doentes;
  • Não levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em superfícies ou objetos de uso coletivo, como maçanetas, telefones, entre outros;
  • Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal.
Comentários do Facebook
Share