18 de junho de 2021

NESTE DOMINGO ESQUENTA NO SUDESTE DO PARÁ COM OS JOGOS DO PARAZÃO.

O Bragantino recebe o Paragominas, às 16h, no estádio Diogão, em Bragança, com um único objetivo: vencer para manter-se vivo na disputa de uma das vagas à semifinal pelo grupo A1 do Parazão. Com 12 pontos, o Tubarão do Caeté tem a mesma pontuação que o Independente, estando à frente apenas nos critérios de desempate. Como o Paysandu está há quatro pontos na frente e com a vaga nas mãos, os dois times do interior ainda estão fortes na disputa.

O Paragominas divide a lanterna do grupo A2 com o Parauapebas e, apesar das chances matemáticas, está longe sete pontos dos líderes Remo e São Raimundo, jogando praticamente apenas para fugir do rebaixamento.



No mesmo horário, no Parque do Bacurau, o Cametá recebe o Castanhal. O Mapará é o lanterna geral da competição e até para fugir do rebaixamento terá que vencer praticamente todos os jogos restantes. O clima é de desalento em Cametá, tanto que alguns jogadores já começaram a deixar o clube. Thiago Costa e Guilherme Panambi deram adeus ao Mapará no meio da semana. O Japiim tem risco mínimo de queda, mas se quiser se classificar para as semifinais terá que vencer todos os compromissos que lhe resta e torcer contar Pantera ou Clube do Remo.

Às 17h, em Tucuruí, enfrentam-se Independente e Parauapebas. O Galo Elétrico está vivíssimo na competição e briga com o Bragantino por uma das vagas do A1. Os dois times somam os mesmos 12 pontos e ambos jogam em casa diante de adversários da mesma pontuação, que lutam apenas para escapar da degola. O Parauapebas ainda vai ter a estreia do técnico Fran Costa hoje, como última tentativa de evitar um vexame ao fim da competição estadual.

PARAZÃO TEM DE TUDO/Tylon Maués

Comentários do Facebook
Share