23 de junho de 2021

Cinco trabalhadores escravos são resgatados em São Geraldo do Araguaia

O Grupo Especial de Combate ao Trabalho Análogo ao de Escravo do Ministério do Trabalho resgatou cinco trabalhadores em situação degradante em uma fazenda de gado em São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará, na primeira ação do ano, realizada entre os dias 18 a 29 de janeiro.

Os trabalhadores, dois deles que trabalhavam na propriedade há mais de cinco anos, viviam em condições degradantes, sem o registro em carteira e recebendo salário inferior ao mínimo. Muitos dormiam em redes nas varandas, sujeitos a intempéries e ataques de animais da mata próxima e, além de serem obrigados a arcar com as despesas de energia elétrica da fazenda, não recebiam alimento do empregador. A água que alguns deles consumiam tinha coloração barrenta e era filtrada em panos.

Já a comida de um dos empregados era preparada num fogão improvisado no chão, onde dormia sobre tábuas em um barraco com teto de palha, dividindo o espaço com galinhas.

PUNIÇÃO

O dono da fazenda se comprometeu a regularizar a situação e pagou cerca de R$ 55 mil entre direitos trabalhistas e indenização por danos morais individuais. Todos receberam documentação para recebimento do Seguro Desemprego e foram encaminhados pela fiscalização para suas cidades de origem.

 

PARAZÃO TEM DE TUDO/Fonte:DOL

Comentários do Facebook
Share