6 de março de 2021

Fim do recesso parlamentar marca estreia de nova mesa diretora da Câmara Municipal de Parauapebas

Nesta quinta-feira, 18, às 16 horas, a Câmara Municipal de Parauapebas realizará a sessão de abertura dos trabalhos da 9ª Legislatura (2021-2024). A sessão será conduzida pela Mesa Diretora, que tem a seguinte formação: presidente – Ivanaldo Braz (PDT); vice-presidente – Josemir Silva (Pros); primeiro-secretário – Rafael Ribeiro (MDB); e segundo-secretário – Zacarias Marques (PP).
Devido à pandemia da covid-19, a realização de solenidades está suspensa na Casa de Leis, portanto, não haverá sessão solene no dia 15, como prevê o Regimento Interno da Câmara. Assim, a primeira reunião de trabalho dos vereadores será ordinária, ou seja, já terá apreciação de matérias.
O dia 18 de fevereiro foi a data escolhida para iniciar os trabalhos, porque foi decretado ponto facultativo na Câmara nos dias 15, 16 e 17, em alusão ao feriado de carnaval (Portaria n° 104/2021).
Na primeira sessão legislativa de 2021 serão formadas as comissões permanentes e provisórias, sendo elas:
Comissão de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Rural e Cooperativismo – CAPDRC; Comissão de Constituição, Justiça e Redação – CCJR; Comissão de Direitos Humanos – CDH; Comissão de Educação e Cultura – CEC; Comissão de Fiscalização e Controle Externos – CFCE; Comissão de Finanças e Orçamento – CFO; Comissão de Mineração, Energia e Defesa do Meio Ambiente – CMEDMA; Comissão de Saúde e Assistência Social – CSAS; Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, CEDP.
Também, serão retomadas as apresentações, discussões e aprovações de Requerimentos, Indicações, Projetos de Decretos Legislativos e Projetos de Leis, de autorias dos próprios vereadores; além das demandas vindas do Poder Executivo, tendo como principal criações e alterações de Projetos de Leis.
O retorno dos trabalhos trará novas caras, eleitos em 15 de novembro que compõem agora a chamada nova câmara, que são: Zé do Bode e Rafael Ribeiro, do MDB; Francisco Eloécio, do Republicanos; Aurélio Goiano, do PSD; Josivaldo da Farmácia, do PP; Miquinha, do PT; Léo Márcio, Josemir e Leandro do Chiquito, do PROS. Esses se juntarão aos reeleitos que são: Ivanaldo Bras e Joel do Sindicato, PDT; Eliene Soares, MDB; Luíz Castilho, PROS; Elias da Construforte, PSB; Zacarias Marques, PP.
Com essa composição a Câmara de Parauapebas contará com apenas 8 vereadores que já tem vivência parlamentar, já que tanto Miquinhas quanto Aurélio Goiano já tiveram mandatos. Sendo que o primeiro, Miquinhas, foi vereador por dois mandatos em Parauapebas, e Aurélio teve um mandato no município de Água Fria, no estado de Goiás.
Os demais, terão pela primeira vez a experiência parlamentar.
A bancada na Câmara Municipal também sofreu mudanças dando espaço a novos partidos, aumentando a bancada de alguns, mantendo uns e excluindo outros, dando a seguinte formação partidária ao parlamento em relação ao número de vereadores por cujos partidos concorreram:
O PROS, aumentou de 1 para 4 o número de cadeiras; o MDB, de 1 para 3; o PP de 1 para 2; o PDT, manteve os dois vereadores; o PSB manteve o único vereador; o PT, que esteve nos últimos quatro anos sem representatividade no parlamento reconquistou uma cadeira; o REPUBLICANO assume 1 cadeira; o PSD, continua presente no parlamento municipal representado por 1 parlamentar.

Comentários do Facebook