6 de março de 2021

Dois meliantes são presos e um é acusado de homicídio qualificado que contribuiu na decapitação da cabeça do jovem Wendel

Guanição da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motos (ROCAM) com apoio da guarnição do
Grupo Tático Operacional (GTO), prendeu, e apresentou ontem terça-feira
(09), na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas a dupla formada por Iago Braga Batista, 19 anos de idade, e Jardel Ferreira da Silva de 21. De acordo com informações a dupla foi pega na rua 27, bairro Dos Minérios em Parauapebas, acusados de comercializar entorpecentes. Com eles os policiais apreenderam 490 gramas de maconha. Ainda segundo informações, a dupla foi pega quando a Rocam realizava patrulhamento no Bairro dos Minérios, momento em que avistou os dois suspeitos, instante em que ao avistarem as motos os mesmos empreenderam fuga sendo alcançados, imobilizados e algemados para conter os mesmos. Na revista realizadas pelos policiais, foi encontrado com eles dentro da bermuda Jeans 490 gramas de uma substância análoga a Maconha, que ao ser questionado sobre o entorpecente os mesmos confirmaram que estavam comercializando.

Jardel Ferreira de camisa listrada


Segundo a polícia, Iago Braga teria informado que no bairro Nova Vitória onde mora, teria mais entorpecentes, pronto para a venda, em ato continuo foi pedido apoio da guarnição do Grupo Tático Operacional GTO, e se deslocaram até o bairro dos Minérios, mais nada foi encontrado na residência. Já na casa de Jardel, rua 31, Bairro dos Minérios os PMs encontraram no guarda roupa e em um capacete uma certa quantidade do mesmo entorpecente.

Comum, apenas mais 2 meliantes presos e retirados das ruas. Porém, ao chegar na delegacia foi realizado buscas no sistema de Banco Nacional de Mandado de Prisão (BNMP), e encontrou conta Jardel Ferreira Mandado de Prisão Preventiva em aberto em desfavor do mesmo sobre acusação de homicídio qualificado artigo 121, tendo como vitima o jovem Wendel Fabrício Corrêa de 19 anos, que foi assassinado cruelmente, e teve sua cabeça decapitada. Na época a exatamente dois anos a vítima estava desaparecida sendo encontrada em uma área de mata próximo a uma escola entrada do bairro dos Minérios. O caso ocorreu no dia 09, de fevereiro de 2019, desde então Jardel Ferreira vinha sendo investigado por suspeita na participação no crime.

Corpo de Jovem Wendel

Com a prisão de Jardel Ferreira a Polícia Civil contabiliza o quarto envolvido na morte de Wendell Fabrício, que segundo a polícia foi morto por conta de rivalidade entre as facções ao qual eles seriam integrantes.

Neide Folha/ Revisão: Urias Showdenn Portal Parazão Tem de Tudo

Comentários do Facebook
Share