21 de janeiro de 2021

A realidade vem átona: crianças e adolescentes passando entre os vagões e o descaso da Vale

1 Passarela a cada 69 Km de ferrovia é o sonho das comunidades que são cortadas pela estrada de Ferro Carajás. Com imagens exclusivas do Record Investigação a realidade vem átona a qual crianças, adolescentes, senhoras Mães de família e Pais de família inclusive, carregando sua bicicleta nas mãos para poder fazer a travessia entre os vagões.


Pelo menos uma pessoa por mês é atropelada na linha férrea de Carajás, fora as mortes que ocorrem infelizmente. O trem de cargas fica horas parado, e por falta de passarela que segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que em quase 972 Km de rodovia são apenas 14 passarelas que era para beneficiar a população, porém a realidade passa bem longe de como deveria ser.

A perseguição

Não é de hoje que a mineradora Vale faz perseguição. Lembramos aqui o caso que aconteceu com os Moradores que foram recebidos a balas por seguranças da Prosegur, empresa que presta serviços para a mineradora Vale, acompanhe aqui: Moradores são recebidos a balas por seguranças da mineradora Vale


Desde 2005, a comunidade do Alto Alegre do Pindaré interior do Maranhão, pedia mais uma passarela a Vale, porém a mineradora insistia que apenas uma era o suficiente. Como foi relatado no Record Investigação, após o trágico acidente com a Ediana e o seu filho Derik, a população ficou revoltada com o acontecimento e botou fogo no meio dos trilhos, interrompendo a passagem de minério por 24 horas, só assim a segunda passarela saiu. E a mineradora Vale respondeu na justiça.

Ronaldo, líder comunitário um dos processado pela Mineradora Vale


Ronaldo Pinheiro – líder comunitário que gravou o vídeo da manifestação foi processado juntamente com mais 11 manifestantes, “por causar prejuízos a empresa por fechar a ferrovia”. Com o seu poder e os seus bons advogados, A Vale ameaça os moradores, coagindo de se manifestar. Depois de 3 anos e meio, a justiça arquivou o caso.

Após a manifestação, a segunda passarela saiu.
Comentários do Facebook