8 de março de 2021

Açaí continua em alta e tem reajuste de mais de 4% em Belém, aponta Dieese

O preço do açaí continua em alta em Belém, segundo pesquisas realizadas pelo Dieese Pará. O levantamento revela a trajetória de alta no preço do litro do açaí comercializado em feiras livres, pontos de vendas e supermercados da capital no mês passado (outubro), no ano de 2020 (de janeiro a outubro) e também nos últimos 12 meses.

Segundo o Dieese, o aumento nos últimos 12 meses não foi uniforme para o tipo médio do açaí: em outubro/2019 ele foi comercializado, em média, a R$ 14,49; encerrou o ano passado a R$ 14,92. Iniciou janeiro sendo vendido a R$17,01; manteve preços acima de R$ 18 o litro nos meses de fevereiro, março, abril, maio e começou a apresentar recuo em junho. Em agosto custou R$ 14,63; em setembro, R$ 14,77 e outubro saiu a R$ 15,43 para o consumidor.

Com essa trajetória, o litro de açaí do tipo médio apresentou uma alta de preço no mês de outubro de 4,49% em relação ao mês de setembro. No comparativo de preços médios dos dez primeiros meses deste ano, o produto apresenta alta de 3,44% e nos últimos 12 meses a alta acumulada alcançou 6,50%, percentual acima da inflação, calculada em 4,77% para o mesmo período.

Fonte: G1/PA

Comentários do Facebook